SAÚDE E ESTÉTICA GENITAL

>>SAÚDE E ESTÉTICA GENITAL

SAÚDE E ESTÉTICA GENITAL

 

O que é a vulva?

E a parte externa da genitália feminina, compreendendo os pequenos e grandes lábios, o monte púbico, vestíbulo vaginal, prepúcio do clitóris, clitóris e glândulas vestibulares.

Quais as doenças vulvares?

Várias enfermidades podem ter sua primeira manifestação na vulva, como a sífilis, HPV, linfogranuloma venério, herpes e outras DST. Enfermidades dermatológicas como o vitiligo, psoríase, melanoma e outras. Doenças sistêmicas e algumas autoimunes podem dar o primeiro sinal na vulva como a síndrome de Behçet.

Quando devo procurar o (a) médico (a)?

Se aparecerem sintomas como coceira, ardor ou dor. Presença de feridas, vermelhidão, caroços ou mudanças de coloração. Gânglios inguinais (ínguas nas virilhas) também devem ser avaliados. Muitas vezes é necessário também examinar a vagina e o colo uterino com um equipamento chamado Colposcópio. De acordo com os achados nos exames, faz-se biópsia do local.

Quando não há enfermidades, o que incomoda as mulheres com o aspecto da sua genitália?

Na percepção das pessoas o conceito de beleza se associa a simetria. Então, pequenos lábios hipertróficos (grandes) e o escurecimento da pele da vulva estão entre as principais causas de consulta. Outros motivos são a protuberância dos pequenos lábios perceptível ao vestir roupas justas, como roupas de banho ou de academia de ginástica. Algumas se queixam de atrito com a roupa e incômodo na penetração vaginal.

Essas variações anatômicas são prejudiciais à saúde?

Não. São queixas meramente estéticas.

Quais as opções de tratamento?

Ninfoplastia, que consiste em ressecar fragmentos dos pequenos lábios para diminuir o tamanho e deixá-los simétricos. Clareamento vulvar com medicamentos tópicos. Preenchimento dos grandes lábios com gordura corporal obtida por lipoaspiração ou ácido hialurônico. Ambos os procedimentos são transitórios pela reabsorção. Quando for o caso, procede-se à diminuição dos grandes lábios.

A que se refere à vaginoplastia?

A gestação, os partos vaginais e o envelhecimento diminuem o tônus muscular da parede vaginal. Nesses casos se utiliza pulsos de LASER dentro canal vaginal com melhoria do tônus muscular e também da lubrificação da mucosa vaginal. O procedimento é realizado em consultório com anestesia tópica (creme anestésico). Normalmente, são feitas três aplicações. Casos de incontinência urinária leve também podem ser tratados com a aplicação de laser na vagina. No caso de rotura dos músculos perineais ou quando o reto e/ou a bexiga perdem sua sustentação e se exteriorizam pela vagina, o tratamento é cirúrgico, realizando-se a perineoplastia e reposicionamento da bexiga e do reto. Pode-se associar a correção cirúrgica da incontinência urinária se necessário. A medicina oferece diversos tipos de tratamento para as enfermidades e para a estética genital. Cada mulher deve ter sua queixa acolhida e, de acordo com a necessidade e os meios disponíveis, consultar o seu (sua) médico (a) para definir qual o melhor tratamento.

2018-07-11T16:29:51+00:00