Métodos Anticoncepcionais

>Métodos Anticoncepcionais
Métodos Anticoncepcionais 2018-07-17T01:59:20+00:00

Métodos Anticoncepcionais

DIO hormonal, DIU de Cobre, Pílulas e Outros

  • Médica Graduada na UnB
  • Especialista em Ginecologia e Colposcopia
  • Pós Graduação em Prática Ortomolecular na Medicina (PUC)
  • Extensa Formação Acadêmica no Brasil e Exterior
  • Adepta da Medicina Integrativa
  • Mais de 25 Anos Dedicados ao Atendimento da Mulher

Cuidado com a saúde da mulher que vai além do consultório

(61) 3443 – 4444

Por que consultar uma médica experiente para a escolha do melhor anticoncepcional?

Existem métodos de anticoncepção adequados para todas as mulheres. A consulta com o ginecologista experiente e atualizado orienta na escolha mais adequada que proporciona:

  • Eficácia
  • Praticidade
  • Melhora da acne
  • Melhora da TPM
  • Melhora das cólicas
  • Melhora da dor de cabeça
  • Controle do ciclo menstrual
  • Suspender a menstruação (se for essa a opção)
  • Adequar com o uso de medicamentos de uso contínuo como anticonvulsivantes, Pre diabetes anticoagulantes e outros
  • Avaliar efeitos sobre o peso, inchaço e celulite
  • Ação na libido (desejo sexual em uso do método)

Dentro da consulta a Dra. Ana Luiza realiza uma avaliação minuciosa das condições da mulher desejosa de utilizar um método. Entre vários aspectos avaliados destacamos:

  • Antecedentes familiares
  • Varizes
  • Função hepática (fígado)
  • Pressão arterial e coração
  • Órgãos genitais (vulva, vagina, Colo, útero e ovários)
  • Função da tireóide
  • Glicemia e Pre diabetes (função pancreática)
  • Prolactina (função hipofisária)

“Atualmente 41% das gestações não são planejadas. A chegada de um filho implica em profundas mudanças fisiológicas, emocionais, psicológicas e econômicas na vida das pessoas.”

13 Principais Tipos de Anticoncepcionais:

  • DIO hormonal
  • Camisinha para Homens e Mulheres
  • Diafragma (contraceptivo) e Esponja
  • Pílulas Anticoncepcionais
  • Adesivo e Anel
  • Injeções Hormonais Save
  • DIU (Dispositivo Intra – Uterino)
  • Implantes Hormonais
  • Percepção da Fertilidade
  • Abstinência
  • Vasectomia para Homens
  • Ligadura de Trompas ou Laqueadura

Clique nos links acima para saber mais sobre cada técnica.

Após a prescrição de método a paciente é reavaliada periodicamente para acompanhar a adaptação ao método e realizar eventuais mudanças que sejam solicitadas.

Dúvidas Frequentes

A pílula deve ser tomada diariamente, sem esquecimentos, preferencialmente sempre no mesmo horário. A primeira cápsula deve ser tomada no primeiro dia de sangramento menstrual. Algumas cartelas vêm com 21 e outras com 24 comprimidos, mas sempre deve-se seguir o ciclo de 28 dias.

Sim, alguns países indicam o início do uso no quinto dia, mas o uso pode ser iniciado a qualquer momento. Entretanto, nestes casos, a contracepção só será evitada a partir do segundo ciclo.

Se você começar a tomar no primeiro dia do ciclo menstrual, e tomar corretamente de acordo com o indicado pelo médico, já estará protegido. Se começou no meio do ciclo, é necessário esperar o próximo ciclo para total proteção.
O ideal é que se tome a pílula em até 12 horas após o horário de costume. Se o esquecimento for no começo ou no final do ciclo, há risco de gravidez e o ideal é usar outros métodos contraceptivos. Se o esquecimento for de duas ou mais pílulas, o indicado é iniciar uma nova cartela.
Não, este é um conceito antigo. Não se recomenda parada do uso do contraceptivo, exceto se houver desejo reprodutivo.

Dra. Ana Luiza Rios

Médica formada pela Universidade de Brasília (UNB).
Especialista em Ginecologia e Obstetrícia. TEGO: 047/94.

  • Membro da Sociedade Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia
  • Membro da Sociedade Brasileira de Genitoscopia
  • Membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina
LEIA MAIS

Confira as matérias da Dra. Ana Luiza criadas para o Correio Braziliense              Ver Materias